19 janeiro 2009

João Aguardela


Faleceu ontem 18 de Janeiro de 2009 em Lisboa o músico João Aguardela, que faria 40 anos em Fevereiro. Vocalista, líder e fundador dos Sitiados, que fizeram enorme furor nos anos noventa, Aguardela foi também o mentor de projectos como Megafone (quatro discos de um trabalho muito pessoal, que cruza a recolha de música tradicional portuguesa com sonoridades electrónicas), Linha da Frente (formado por vocalistas de várias bandas nacionais interpretando textos de poetas portugueses) e A Naifa, o seu mais recente projecto com Luís Varatojo, com três álbuns editados e dezenas de concertos aclamados pela crítica e pelo público.

Criador com capacidades fora do comum, inovador, Aguardela soube antecipar tendênncias e lançar projectos esteticamente inéditos, sempre numa abordagem marcada pela defesa da língua e da cultura portuguesas.

Firme nas convicções, determinado nos objectivos , invulgar na forma de ser e estar na vida, desde sempre grangeou respeito e admiração no meio musical, ainda que nunca tivesse procurado o estrelato.

Vítima de cancro, morreu no Hospital da Luz, aos 39 anos. Deixa uma obra invejável e saudade à família e amigos. Como escreveu o João, «os dias sem ti/ são todos iguais/ são dias sem brilho/ são dias a mais».

Ricardo Alexandre, amigo do João.

O João será cremado amanhã às 16H no cemitério do Alto de São João.

252 comentários:

1 – 200 de 252   Mais recente›   Mais recente»
Vasco disse...

Lembro-me da energia do João ao vivo com os Sitiados no pavilhão Infante de Sagres, seria 1994 ou 1995... era a turnê do álbum "E Agora?" Uma vida pela música. Que lhe seja dado o devido valor

Anónimo disse...

Os maiores respeitos a amigos e familiares de um GRANDE músico que perdemos cedo demais. Apreciei especialmente o trabalho e o génio de A Naifa.

Nuno O.

Ana disse...

Ele era casado com a acordeonista dos Sitiados, a Sandra Baptista, não era?

Pedro Gonçalves disse...

Venho aqui apenas na esperança de a tristeza ser menor quando partilhada. Que leve o Megafone e que se faça ouvir para sempre. Até um dia, João.

Dora disse...

Pelo que o João, os Sitiados representaram na minha adolescência... encheram a Festa do Avante como ninguém, continuaste com grandes projectos musicais, ajudaste a causa da defesa animal junto com a Sandra...

Esta notícia caíu como uma bomba, infelizmente sei o que é ver partir quem se ama, jovem e perdemos mais um grande ser humano!

João, serás sempre o nosso "marinheiro" e faz abanar aí "a cabana do pai tomás".

Pergunto a quem gere o blogue, onde está o João hoje (se acharem que devem informar), gostava de lhe levar um cravo ou um girrasol pela a alegria que nos concedeu!

Até sempre...

Vanessa

Anónimo disse...

Mas a vida continua e espero que isso não venha a comprometer a continuidade da Naifa

Rute disse...

É com muita tristeza que hoje soube através de um email do Moisés desta triste notícia.

Os "Amigos da Quinta" deixam a homenagem à voz de "sra maria do olival".
Até sempre joão!

Rute

www.osamigosdaquinta.blogspot.com

Suz disse...

Uma palavra de conforto a familiares e amigos.

E uma de apreço pelo génio musical desenvolvido com A Naifa.

telegram disse...

Muita falta o João fará à música portuguesa da qual foi um genial criador e inventor.

S.B. disse...

O joão será cremado esta terça-feira, às 16horas, no cemitério do Alto de São João.

Anónimo disse...

A musica portuguesa está mais pobre...faleceu o seu "marinheiro".

Até sempre João!

Hugo Teixeira-Portalegre

Portugal Rebelde disse...

É com profunda tristeza que recbi esta notícia!
Desapareceu um grande nome da Música Portuguesa!
É preciso recordar o João ouvindo o legado musical que nos deixou.
Até Sempre João!

João disse...

Fiquei chocado com a notícia
Espero sinceramente que lhe seja agora reconhecido o mérito que ele nunca procurou, mas que merece.

Um abraço à malta próxima do João.

Anónimo disse...

Pouco ou nada sei... sobre o João. Lembro-me dele nos sintiados, mas de resto nem sequer sabia que ele estava ainda neste mundo da música...
Mas parece que fez muito pela musica e nunca deram o devido valor... Como é tipico só o dão valor quando eles morrem, o que é triste.

Também é triste ver que mais uma pessoa morre por causa desta merda de doença... desculpem a asneira, mas sei o que perder familiares com essa doença..

Um até já ao João e pode ser que lá em cima, quando nos encontrarmos, tenhas tido o devido valor que nós comuns mortais não te demos...
FAMILIA E AMIGOS... SÓ POSSO DIZER SINTO MTO E MTA FORÇA
Su

Berto disse...

É com tristeza que soube da notícia. Sabia que o João não estava bem já há muito tempo, e as perspectivas não eram boas. Portugal perde certamente um dos músicos mais dinâmicos dos últimos anos.

A Naifa representa um projecto bastante inovador para o panorama musical português. Tive a oportunidade de ver vários concertos deles e adorei a fusão entre o fado e as novas tendências.

Na minha memória ficarão certamente os concertos no Castelo de S Jorge e no Centro de Artes de Sines.

Até sempre ...

Berto

Anónimo disse...

O joão será cremado esta terça-feira às 16horas, no cemitério do Alto de são João.

Filipa disse...

Meu querido amigo, genial em tudo o que de ti fazia parte, muitas serão as vezes que proclamarei o teu nome, na expectativa de porlongar a tua existência para além da matéria... até breve

Anónimo disse...

O João e muitos outros marinheiros, 'Clandestinos' também, deixam-nos um legado que tivémos a felicidade de acompanhar e partilhar. A genialidade no redescobrir de novas sonoridades, aliando a simplicidade dos grandes no amor pela língua e pela música portuguesa, deixou marcas e sementes que floriram no panorama da nova música portuguesa dos últimos 20 anos. Abraço eterno dos teus amigos do TRAMAGAL

Sara Patrício disse...

Sandra, ainda estavam juntos? Fazim um par tão, tão bonito!

Ana Filipa disse...

Deixo aqui os meus sinceros sentimentos a todos os amigos e familiares! É sempre inexplicável como se pode perder alguem tão novo e neste caso com uma inteligência e genialidade inconfundível. Abraços a todos!

Sete_Luas disse...

«Do not stand at my grave and weep.
I am not there, I do not sleep.

I am a thousand winds that blow.
I am the diamond glints on snow.

I am the sunlight on ripened grain.
I am the gentle autumn rain.

When you awaken in the mornings hush,
I am the swift uplifting rush
of quiet birds in circled flight,
I am the soft stars that shine at night.

Do not stand at my grave and cry,
I am not there, I did not die. »

roundface disse...

O João deixa uma obra muito amada. Não são precisas muitas palavras para gritar quão importante ele foi na música portuguesa dos últimos 20 anos.

Está tudo nos seus discos.

À sua familia, aos que o conheceram a fundo, um forte abraço. Deve ter sido uma honra ter sido amigo do João.

António Pires disse...

Obrigado por tudo, João!

Anónimo disse...

Ficam as saudades dos concertos no Museu do Transportes...Espero rever A Naifa na nova casa d'O Teatrão. Força, a força, a coragem e a musica que o joão deixou serão eternas...

geocrusoe disse...

acabo de saber da morte de João Aguardela, conhecio sobretudo n' A Naifa, admirei o seu concerto na Horta.
Nem sabia que estava doente e recentemente pensei se o grupo não viria em breve à Horta.
Independentemente de desejar a continuidade d?A Naifa e a manutenção da qualidade a que nos habituou, reconheço a perda que é a morte de João Aguardela e o que ele fez para o nível atingido na música do grupo e do país.
Assim, ficam aqui os meus sentimentos aos que lhe eram familiares, amigos e colegas de caminhada na música

Veronica Electronica disse...

Ainda nem acredito...
Ficará para sempre, o João

metadesiguais disse...

Sem dúvida alguém com um trabalho notável em prol da música portuguesa... Fica-me na memória a sua energia electrizante... Abraço aos Naifa e família e um até sempre João...

Anónimo disse...

Obrigado por teres passado por aqui e tornado os nossos dias melhores.
Gonçalo

ziggy disse...

Hoje é um dia triste para TODA a música Portuguesa. Para todos os que sempre se interessaram, para todos os que se disponibilizaram, para todos os que amaram, para todos os que nunca se renderam.
A nossa admiração pela sua obra e contribuição na música portuguesa é enorme.
Ficam as boas recordações e as saudades.
Até sempre João.
José Polido - Estado Sónico

Chamem-me narciso disse...

Partilhei o começo dos SITIADOS, a amizade e admiração continuaram.
Até um dia destes amigo!

Saudações musicais

undertheground disse...

Fiquei chocado com esta notícia. Tive o prazer de conhecer o João no fim do concerto de A Naifa em Águeda e prometera voltar a ver A Naifa. Não cumpri a promessa ainda por isso Mitó e Luís continuem A Naifa como homenagem ao João. Lembro ainda o projecto inovador que foi Linha da Frente. "O mundo só pode ser do que até aqui quando consigas fazer mais pelos outros que por ti".

Raul Ribeiro disse...

Os melhores parecem que teimam em ir cedo.

Os meu sinceros pesames.

Força para os amigos e familia

Fábio disse...

É a notícia mais triste do dia. Mas a obra do João não será esquecida. Muito obrigado por tudo e até sempre.

Muita força para a família e amigos, para ultrapassarem este momento difícil.
Luis, Mitó e Paulo: não se deixem ir abaixo.

Um grande abraço a todos.

Rui Cubano disse...

Até à vista contemporâneo. Agora tens todas as respostas. Grande ser!

Anónimo disse...

As primeiras lembranças do João Aguardela são de um concerto dos Sitiados, em Arcos de Valdevez, há mais de dez anos. Recentemente, novamente em Arcos de Valdevez cruzei-me com ele no concerto de um dos projectos mais fantásticos e deliciosos do panorama musical português: A Naifa.
Só posso dizer obrigada.
Catarina

Ruca! disse...

porra, esta apanhou-me de surpresa.
os meus sentimentos para a família e amigos.
até sempre.

André Pitéu disse...

Fiquei chocado...
Faltam-me as palavras...

Até sempre João.

Anónimo disse...

Para a familia e amigos um grande beijinho da Amiga Susana que além de afastada sempre gostou muito do João.

Foi um enorme prazer ter-te conhecido ainda no RRV.

Até Sempre


Susana

Fausto da Silva disse...

Um abraço apertado para o João, e até um dia destes.

Força para todos os familiares e amigos.

Anónimo disse...

obrigado, João!

magui,pipa disse...

ficarás sempre connosco...

Francisco Alves disse...

Um abraço aos familiares e amigos mais proximos.

Como muitos também eu cresci a ouvir sitiados...

Até sempre

Milocas disse...

Era muito nova quando num programa infantil vi pela primeira vez os Sitiados. Foi a partir daí q comecei a gostar de musica, que elegi o meu grupo favorito de sempre, para sempre e que para sempre fiquei a admirar o maior artista que já conheci.

Quando tive conhecimento da triste noticia veio-me à ideia "Mas de que raio é que me estou a queixar!? eu sempre quis ter outro parvo no meu lugar..." :(

Felizmente deixou alguns trabalhos, para permanecer um pouco da arte que lhe corria nas veias, ainda que anciássemos tanto mais...
E para os mais proximos, o privilégio do convívio, de o conhecerem e darem a conhecer... Fazendo parte da sua vida, ajudando a experienciar o pouco que cá viveu...

Vai permanecer para sempre na nossa memória... As suas palavras, as mensagens que delas devinham, a sua voz tao caracteristica...

Os meus sinceros sentimentos aos familiares e amigos proximos. E muita força!!

Muito agradecida, até sempre João!!

Sérgio disse...

Uma notícia muito, muito triste :(

Anónimo disse...

Os Sitiados fizeram parte da minha adolescencia. Adorava ouvir o João, ainda me lembro de os ver no Estádio de Alvalade no POrtugal ao Vivo. Que energia que tinha.
Recebi hj a noticia e é com grande pena que vejo partir mais um dos musicos que marcou a minha vida.

Até Sempre

xavier disse...

Uma das muitas memórias que tenho do João, estavamos em 1990 e iamos a caminho da Faculdade de Direito, onde ele andava e ali no Campo Grande. Entra numa cabine de telefone e começa a discar um número e quando eu olho, estava ele a dar os acordes de um tema ao Jorge, e a combinar um ensaio que ia haver... Muitos grandes concertos e difilculdades no bar das Palmeiras com os Clandestinos...1º de Maio a subir a avenida com a malta toda! Tanto barulho que fizemos! Depois ao virar da esquina, veio o sucesso merecido com os Sitiados...por onde passava o João deixava uma amizade e um brilho único de uma pessoa...Maior!
Um abraço companheiro.
João Xavier

Anónimo disse...

Até sempre.

ABN

Sem Origem disse...

desde elvas os Sem Origem enviam um forte abraço a todos vocês...

o dia de hoje não podia condizer de melhor maneira com o desaparecimento do joão...

o céu ainda não parou de chorar e reclamar a sua ausência...

sabemos que do outro lado está um lindo dia de sol a iluminar o joão...

um abraço...

Sem Origem

www.semorigem.blogspot.com

Filipe Coelho disse...

Ainda agora partiste e já tenho saudades...
AMIGO como só tu sabias ser, especial como não havia outro, génio??? É pouco para te descrever... Viste-me crescer,aturaste as minhas birras(que não foram poucas), mas acima de tudo estiveste "lá" quando mais precisámos...
OBRIGADO João,
OBRIGADO pelo que fizeste, OBRIGADO pelo que não fizeste... OBRIGADO PELO QUE FOSTE E VAIS CONTINUAR A SER ENTRE NÓS...
Voa... Voa porque agora sim és livre...
Até sempre AMIGO...
ADORO-TE

Filipe Coelho

Maria* disse...

Hoje, dou conta que a vida não justa para nós, nem corre como nós queremos. Foste das pessoas que mais me marcou ao longo de 12 anos. Soubeste-me fazer rir em qualquer altura. Cada vez que te via, era com a tua boa-disposição que me alegrava. Nunca te deixaste ir abaixo qualquer que fosse a ocasião ou o problema.
É com a tua boa-disposição que me quero lembrar de ti para o resto da minha vida. É com imagens boas e felizes que te quero guardar para sempre no meu coração.
És das pessoas que mais me orgulho na minha vida. Posso dizer que és um dos meus heróis, pois qualquer que fosse o momento nunca te deixaste ir abaixo e nunca perdeste o teu sorriso. Aquele sorriso que todos nós conhecíamos.

Até sempre Padrinho :')

subtilezas disse...

em mim fica a imagem do concerto no tertúlia castelense: pura-magia:)

fico muito triste com esta notícia. acompanho a naifa desde o início. vocês os três eram lindos, assim os 3, maravilhosos.

para a família do joão um beijo muito especial.

hoje é um dia triste*

Tiago F. Negrão disse...

"O Amor Não Serve de Nada" R.I.P.

Paulo Freixinho disse...

Os meus sentimentos à família, amigos e fãs.

João, obrigado pelo tema "A Noite"...

PALMAS!

Apenas eu disse...

Uma grande perda. Era alguem que admirava desde os tempos dos sitiados. Foi o primeiro grande concerto que vi.
A ultima vez que o vi foi em Tondela, pela mão dos Naifa e só me lembro de pensar que este Homem seria um grande génio musical.
Até sempre, mas sempre nos nossos ouvidos

BLONDIE disse...

O pais ficou mais pobre.... mas donos de uma riquesa musical que o joão nos deixou de herança.

Fã desde oa 1ºs dias dos Sitiados, acompanho A naifa, e foi com grande tristeza que recebi hoje a noticia pela radio.

Até sempre João!

Andavas sempre um passo à frente, e só por isso foste primeiro que muitos. Apenas por estares na vanguarda.

Saudade


Blondie

maurobindo disse...

Ainda não acredito... Acabei de ler a notícia e estou meio dormente.

O pano caiu e as palmas não cessaram...

1999-2008 MEDI@90.PT disse...

Hoje presto aqui as minhas condolências à familia. O pais perde um grande artista que fez sensação no anos 90.
Em 1992 entra nos tops nacionais com a banda os sitiados e a musica "vida de marinheiro".
A partir daí, foi um culminar de exitos.
Portugal perde um bom artista.
Bem haja João por teres feito novos caminhos para musica portuguesa.
Obrigado!!!!

M.M. disse...

João Aguardela!
O teu corpo morreu, mas o teu espírito jamais irá falecer.
Foste um pesquisador dos mais profundos sons da música Portuguesa.
Tive o enorme prazer de te ver actuar em Évora, ainda com os Sitiados.
És fenomenal. Como artista. Como pessoa.
Digo "És", porque, para mim, jamais morrerás. A presença fica sempre.
Não digo "Adeus", mas sim...Até Breve!

Condolências à Família e aos Companheiros de Carreira Musical.

Telmo Dourado disse...

Jamais esquecerei esse olhar profundamente doce e a simplicidade honesta. E foi com um baque de alma que soube da partida. O tempo foi curto demais, João. Mas nada fará sentido se não te encontrarmos um dia destes, por aí.
É uma nova viagem. Até já João.

Anónimo disse...

Obrigado por partilhares tanto de bom.
Obrigado por te dares a ouvir, a ver e a conhecer.
Foi realmente uma honra e uma descoberta conhecer-te, rir contigo apreciar a tua inteligência e o teu humor especial.
Obrigada amigo
Até um dia...

Rosarinho disse...

é em dias como o de hoje que as palavras nos faltam, em que o pensamento não flui...só posso dizer que é mto dificil acreditar no que aconteceu!

Força para a família e amigos e continuem com o sonho do João ...

Helena disse...

Ficará para sempre guardado naquele canto especial onde guardo as boas memórias da minha adolescência como Sitiados e, agora, na minha juventude, como A Naifa. Tive oportunidade de te ver em todos os teus projectos.

Até sempre João!!

Anónimo disse...

até sempre!!! (marinheiro que remava contra a maré).
NMBD

KameraManInBlack disse...

por mais que tente, não consigo passar para palavras a tristeza que sinto por mais um amigo que se despede...

até sempre, joão!

Anónimo disse...

Podes finalmente descansar em paz... Acabou a dor. Agora és livre.
Ao Pedro, Zé, Gabriela e Sandra, O meu sentido abraço.

Ana Gomes

Asulado disse...

Os meus sentimentos a todos os seus entes queridos.

fj disse...

Ouvi a Noticia do seu falecimento pela TV.

Uma palavra de conforto para os familiares e amigos.

Os meus sinceros sentimentos aos familiares e amigos proximos.

Finalmente terminou a sua dor !

AtÉ SEMPRE João!

Anónimo disse...

Até sempre amigo João. Deixas-te muito boas recordações. Musicas, letras, concertos, palavras. E tu, a tua pessoa. Aqui e para sempre, o meu abraço eterno.

David Monge

Anónimo disse...

Um abraço sentido à familia e amigos.

Por todas as vezes que me fizeram cantar, por todos os momentos felizes, ao longo destes anos, desde os Sitiados.
Obrigada!

E que assim seja:

Está um rapaz a arder
em cima do muro,
as mãos apaziguadas.
arde indiferentemente à neve que o encharca

Outros foram capazes
de lhe sabotar o corpo,
archote glaciar
nunca ninguém apagou esse lume


Não sei que mais dizer.


V.

Susana disse...

Partiste cedo demais, marinheiro. Que nunca sejas esquecido.


Susana [Inglaterra]

Porcelain disse...

João , vais fazer tanta falta ... Fiquei em estado de choque quando li a noticia ao final da manha ...Eras tão novo e com tanto para dar ao mundo da musica. Vais fazer muita falta ... Descança em Paz.

Anónimo disse...

Ao saber desta noticia, fiquei desolado. Apesar de saber que João estava doente, nunca pensei que tal doença fosse tão grave.Recordo com grande agrado os belos tempos dos Sitiados e mais recentemente dos grande Naifa.Belos concertos a que pude assistir.Até sempre João Aguardela! Bruno Guerreiro

RuiMoutinho disse...

«De vez em quando a eternidade sai do teu interior e a contingência substitui-a com o seu pânico. São os amigos e conhecidos que vão desaparecendo e deixam um vazio irrespirável. Não é a sua 'falta' que falta, é o desmentido de que tu não morres»

Vergílio Ferreira

CAJÉ disse...

Que descanses em paz grande amigo!
Continuarei a ouvir-te...Um grande beijinho para a Sandra e os meus sentimentos a toda a familia.
Cajé, Sitiados fã nº1... foste tu que me nomeas-te!!

scbmf disse...

Sem palavras. Triste e em choque. Força à Mitó, ao Luís e à família.

salta do sofá disse...

Sempre guardei com enorme estima o primeiro trabalho do projecto Megafone, oferecido e autografado pelo João. Que a memória não se apague. Acreditemos que o Jo~so foi reencaminhado para um mundo onde só cabem as almas como a dele: generosas, gentis, honestas e geniais. Um dia destes agente vê-se. Até breve "marinheiro"!

Claudia Matos Silva disse...

Fiquei chocada!
Mas faz sentido, a última vez que o vi achei-o magro e abatido.
Foram 40 anos de grandes paixões. Obrigada João.

Claudia
www.programaopa.pt.vu

FR disse...

Há aqueles, a maioria, que se confundem entre todos.
E depois há aqueles, pouquíssimos, que se distinguem de todos os demais.
São pessoas raras, especiais, únicas.
E imediatamente sentimos isso, porque nos tocam de uma forma muito especial, diferente de todas as outras.
O João era uma destas pessoas.
Ele deixou essa sua marca muito em todos nós, os que com ele conviveram ou até apenas com ele se cruzaram.
Por isso ele continuará aqui connosco, até a gente voltar a se encontrar.
Ainda é inacreditável.

Ana disse...

Paz ao João, a partir de hoje existe + 1 estrela a brilhar no céu!!!!!

Força à Família!

Nuno Brandão disse...

Obrigado João, pelos MUITOS momentos de festa com que nos brindaste, através da tua energia (contagiante) e do teu humor!Da Festa do Avante, ao Bar das Palmeiras, passando pela Parede, pelo Coliseu de Lisboa, por Cascais, etc, etc, deixaste-nos sempre com a vontade de querer mais e mais...
És grande e serás!
Um grande abraço à família e aos amigos
Até um dia
NB

Vasco disse...

Alguém sabe se ele ainda estava com a Sandra?

Anónimo disse...

João eras e sempre serás um bom amigo e um rapaz de quem se deve respeitar muito...desejamos que descanses em paz porque teremos eternamente saudades tuas e dos dias que passámos contigo...um grande abraço
Carla,pedro,hugo,bruno,paula e rodrigo(amigos do curvel)

Susana A. disse...

RIP*

(sem palavras)

Ricardo Brito disse...

Cruzei-me com A Naifa em Coimbra, no Museu dos Transportes, um espaço onde os sucessivos encontros com o grupo geraram cumplicidade com a cidade e com as pessoas que o recebiam. A relação artística e profissional foi a base desta troca de experiências, estando bem presentes os belos concertos esgotados que A Naifa nos proporcionou com a voz, a guitarra, a bateria e o baixo do João, com a sua singular presença. Abraço forte a toda a equipa d'A Naifa e um aplauso ao João!

Ricardo Brito - antigo elemento d' O Teatrão, em Coimbra

JMV disse...

Parece verdade aquilo que se diz de os melhores irem mais rápido...

Há justiça alguma...???

Tanto qua havia ainda para ser vivido e compartilhado...

Todos perdemos com a sua ida prematura, precoce, rápida demais....

Fica a alegria, o exemplo e os caminhos apontados, por exemplo quanto à essencial dignidade dos animais não humanos...

Bem hajas!

Anónimo disse...

RIP.
Uma grande perda...

Marcelo Martins disse...

Presto a minha homenagem a um grande senhor da música portuguesa. A sua perda emocionou-me mesmo, mais do que eu esperava.
Que viva a sua energia e o seu amor pela música.
Os meus sentimentos a família e amigos.

Anónimo disse...

alguém me pode dizer onde está o João hoje e amanhã de manhã?????

Obrigada

Peg solo disse...

ate ja joão, volta sempre !

Cliick disse...

Amar-te-ei Sempre, João!!!

Bezzi disse...

Morreu um Português.

De ontem, de hoje e de sempre.
Obrigado por tudo o que nos deste.

Lea disse...

Um abraço daqui de Águeda, onde em Maio do ano passado a sua presença com A Naifa iluminou uma noite onde a música rimou com poesia...

Anónimo disse...

Por vontade do João, não há velório.

Anónimo disse...

Obrigada pela informação queria dar um beijo à Sandra e amanhã não sei se será possível ir...

Susana

Wasserluft disse...

Foi com Grande Pesar que soube hoje de manha a Noticia ... Grande Musico . Deixou o Pessoal em Corpo apenas . A Arte ficou para sempre . Abraço Varatojo e restantes membros .

Anónimo disse...

Adolescente, amor platónico inconfessável.. adulta, admiração imensa.
Não esquecerei o concerto intimista de A Naifa, o ano passado no Maria Matos.

Um abraço de força à familia e amigos.

Até sempre...
...junto de nós pela tua música.

Ana

Anónimo disse...

A cultura portuguesa ficou mais pobre com toda a certeza e o meu círculo de bons amigos também. Até sempre João Aguardela ficarás para sempre na minha memória, onde só os bons amigos tem lugar...

Charlie

Rui disse...

Obrigado João.
Até sempre.

Plasticine disse...

Sem dúvida um grande homem.
Não me esqueço daquele ar sereno dele a tocar iluminado "O ar cansado dos meus vestidos"...naquele momento captou por completo a minha atenção.

Um Abraço

k7pirata disse...

Até sempre João!!

Aggio Piaggio disse...

Conheci-o como Sitiado, adorei o Megafone e amei a Naifa. É de facto uma pena que parta tão jovem. Tanto que ainda teria para dar à música portuguesa. Que descanse em paz. Obrigado por tudo!

Anónimo disse...

Recordo o concerto dos Sitiados: Pavilhão Carlos Lopes (Final do C.M.M. Rock Rendez Vouz). João - figura estática / música conseguida.

Depois os Sitiados. A Alegria em palco. Para mim a melhor banda ao vivo da época.

Hoje: A Naifa - Para ouvir sempre... sempre... sempre...

Como disse à pouco o Henrique Amaro: "Perdeu-se o primeiro da 'geração Rock Rendez-Vouz'". Uma figura da música feita em Portugal. FICA NA HISTÓRIA.

Os meus sentimentos a familiares e amigos. Um beijinho grande para a Mitó vindo dos amigos dos Olivais.

Angelo Alex Encarnação disse...

Apenas falei com o Joso (e com a Sandra) uma vez, foi em faro há uns anos depois de uma actuaçao electrónica em conjunto com a Viviane (Entre Aspas) no antigo bar da Tita....
Essa noite tinha sido fenomenal, magica mesmo...e encalhei com os dois na rua no final da noite qd estavam a arrumar o material, falámos ali uns 3 minutos talvez.... e mais um avez me impressionaram com a simpatía e simplicidade que julgava nao haver nos artistas... Eu sou Dj e tenho passado muitas vezes alguns dos temas dos Sitiados nas minhas noites....do projecto A Naifa nao conheço muito mas vou pesquisar e se for de qualidade como acredito que o é, farei os possiveis pra divulgar tambem...
Pra mim foi um choque quando souba da Noticia hoje...nao sabia que este artista peculiar estava doente...
Fonix sinto-me fodido por ver mais uma pessoa de valor e jovem a abalar tao prematuramente vitima de uma doença estupida á qual nada se pode fazer...
Adeus Joao...a continuação de umas boas composiçoes e actuaçoes estejas onde estiveres...
As mais sinceras condolencias á familia e aos amigos mais chegsdos, desde Tavira.

Angelo Alexandre

Pranchas disse...

Desapareceu o Homem mas o mito ficou.
Obrigado João por tudo o que fizeste pela musica não precisavas do estrelato para seres quem eras.
Adeus e obrigado por tudo

Anónimo disse...

Obrigado por tudo.

continuarás entre nós

M. disse...

É uma nodoazinha que fica no peito, um arrepio de frio.

Vou sentir saudades *

Os meus sentimentos à família e à família Naifa.

Sara Mendes disse...

Ainda nem eu sabia bem o que era música (acho que tinha uns doze anos), tive a oportunidade de ver um concerto dos Sitiados, na altura em que andava "meio mundo" a cantar a "Vida de Marinheiro". Foi o primeiro concerto da minha vida e a emoção foi tal que não descansei enquanto não convenci o meu irmão a oferecer-me o "e agora...!?". Lembro-me de tardes inteiras a ouvir este disco, a descobrir o tanto mais que havia para além do "marinheiro" e de, ao dar com ele numa recente arrumação, pensar em como nunca me fartava da voz do João Aguardela ...
Às tantas, foi aqui que nasceu este vício de comprar discos e ver (ouvir?) concertos...

A notícia que se fez ouvir hoje consternou-me como não esperava...

Para o João, 7 baladas!

Anónimo disse...

O João é e sempre será uma amigo do seu amigo, companheiro de várias lutas. A ti jão presto a minha grande homenagem como musico, mas acima de tudo como homem. Um grande bem haja.

luis Martinho

Spark disse...

Os meus sentimentos e que descanse em paz. :(

paulo disse...

e sempre assim o que e bom desaparece e o que nao presta fica ca.ficaras para sempre na minha memoria.paulo tramagal(faro)

curse of millhaven disse...

a tristeza é imensa...

os meus sentimentos à sua família e amigos.

Vera disse...

Fiquei em estado de choque quando soube da triste noticia....toda a minha juventude foi ao som dos Sitiados e daquela voz tão especial do João Aguardela.... João, onde quer que estejas estarás sempre na nossa memória como um grande Homem e um grande cantor! Nunca vamos esqueçer de ti!!

Sofia disse...

Descansa em Paz ...

A.Brito disse...

João,
foi com tristeza que hoje vim a saber do teu falecimento, pois nem sabia do teu estado de saúde.
Já lá vão cerca de 25 anos quando estudámos durante 2 anos na Escola Secundária da Madorna (ainda guardo fotos desses tempos). Na minha memória ainda está o célebre concerto numa festa de fim de ano lectivo, era a época dos "Hyperactive Child" (senão me engano), arrasaste aquele pessoal todo. Grande show, sempre a abrir, desde o Somebody (Bryan Adams) ao Sunday Bloody Sunday (U2) e muitas outras que na altura todos gostávamos e delirávamos.
Desde os nossos tempos de estudante até aos dias de hoje foi a tua alegria e simplicidade que sempre cativou todos os que tiveram o prazer de conviver contigo.
Adeus, João, descansa em paz.

Os mais sinceros pêsames a toda a família.

P.S.: As noticias que li apenas falam do funeral. Pergunto se alguém sabe de onde sairá o cortejo fúnebre?

rui disse...

Velhos tempos no bar das palmeiras e no RRV. Até sempre João... descansa em paz...ficarás para sempre no nosso coração.

Sérgio Silva disse...

R.I.P. João!

Um BEM HAJA por tudo o que fizeste pela música portuguesa

SLA disse...

Vi e conheci todos os seus projectos... genial!
Sempre atento... e que a morte nos una!

Refugee disse...

Não cheguei a ver os A Naifa ainda. Gostava de o ter visto actuar. As minhas sinceras condolências a todos os que lhe eram próximos. a sua memória será lembrada

Menphis disse...

Paz à sua alma e os meus sentidos pêsames a toda a sua família e à Naifa pela perda de um amigo.

pin-a-cloth disse...

Uma notícia muito triste que empobrece a nossa cultura.

Descansa em paz, João. Obrigada pela animação que nos proporcionaste!

Filipe Coelho disse...

Todas as palavras são poucas...
Ja temos mtas saudades tuas João...
Mais uma vez obrigado por tudo...
Mais que um amigo...
Até sempre "tio"...

ADORO-TE ONDE QUER QUE ESTEJAS...

F.F disse...

Partir... é deixar saudade.
Ainda não me esqueci quando o João entrou no palco instalado no Estádio de Alvalade, no "Portugal ao Vivo", e gritou "Mãos ao ar!!!!"... e toda a gente começou a pular... Fenomenal!
O João partiu... deixa saudade.

F.F

PS.: Só espero que lhe seja feita uma devida homenagem na TV, senão nestes dias, na data em que se iria comemorar o seu nascimento, já em Fevereiro.

Anónimo disse...

meu querido João, meu querido João... nem me lembrava que estavas no meu coração...
és tão lindo. ficas connosco sempre.
beijinho
rosário

Tat Wam Asi disse...

Um verdadeiro Marinheiro Português.

Descansa em Paz.

Anónimo disse...

Até um dia.

LarapaL disse...

o nosso (meu, da Lara e da Petra) contributo

Linda disse...

Descansa em Paz.

Os meus sentidos pêsames aos seus amigos e família.

A música portuguesa ficou mais pobre, mas o céu ficou mais rico, pois ganhou uma estrela

Mao Mao disse...

Portugal está pobre e sobretudo a minha geração... As mortes são sempre injustas, sobretudo quando prematuras e sofridas. O João Aguardela e os Sitiados foram um marco na minha adolescência e retomaram-me o gosto pela música popular portuguesa numa abordagem moderna e atractiva para os jovens de então. Recordo a brilhante presença em palco num concerto em Lagos há 17 anos atrás.
Até Sempre.

Diogo disse...

Deixas-nos a parte difícil de aprender a gerir a saudade, mas também nos deixas as memórias de bons momentos e acima de tudo deixas-nos a tua obra, que nunca será por nós esquecida.
Um abraço forte companheiro, estaremos contigo seja onde for, nem que seja só em pensamento.
Um grande beijo a todos quanto estão a aprender a gerir esta saudade.

João disse...

Estou de rastos, foste o meu 1º amigo na escola primária. Nunca me hei-de esquecer de ti João Miguel.

Paz à tua alma e até um dia.

João Belo

Anónimo disse...

Obrigado João, pelos momentos de festa com que nos brindaste, através da tua energia e do teu humor. Vi te pela 1.ª vez na Semana do Mar (Horta-Açores) com os “Sitiados” e o sempre celebre “Marinheiro”.
Agora mais recentemente com “A Naifa” e com aquele ar sereno concentrado e apaixonado por aquilo que gostava de fazer… tocar
Assisti aos 2 concertos no Teatro Faialense e ADOREI…
Sem mais palavra, só me resta dizer “Descansa em Paz”...

PAM

Filetes disse...

Fiz grandes maluqueiras só para poder ver os Sitiados na minha adolescência, a energia em Paulo do João e Sandra era contagiante. Recordo também que sempre que ia acampar, na altura como escuteiro, não havia noite em que não me sentasse à fogueira a tocar as músicas dos sitiados que lá ia apanhando uns acordes após ouvir as musicas vezes sem fim…
A última vez que vi o João foi num concerto da Naifa em Braga, em Abril de 2006 e cimentou ainda mais a minha admiração por ele… Tal como a musica do João evoluiu qualitativamente, a minha própria vida também tinha adquirido essa qualidade… já longe da energia da adolescência (dos sitiados), mas com a tranquilidade dos “quase” trinta e as coisas boas que vamos aprendendo a gostar…
Hoje passei o dia a ouvir sitiados (deixei de lado por um dia Radiohead, Nick Cave e as bandas que fui aprendendo a gostar com a idade) e senti saudades tuas João…
Repeti varias vezes uma musica bem curtinha que canta assim…:
“Não me importava morrer
Se lá no céu houvesse festa
Se o São Pedro lá tivesse
Uma pinguinha como esta”
A festa apenas mudou de sitio…

tarzanboy disse...

A memória de um fabuloso concerto dos Sitiados no Luis Armastrondo, em finais da década de 80. Lembras-te, Ricardo Alexandre?

João Aguardela, descansa em paz.

SP disse...

Nao queria acreditar nesta noticia... guardarei grandes concertos e bons momentos da minha adolescencia a cantar em portugues!... e, com os Naifa, continuara a fazer parte da discografia que me acompanha e orgulha, na seccao "made in Portugal"!

Sinceros sentimentos para familia e amig@s.

Anónimo disse...

Curioso como nestes últimos dias me lembrei tanta vez do João AGuardela e pensei: o que será feito dele? Nunca mais apareceu. AInda pensei que estivesse em Londres ou algo do género.
Hoje de manhã, a caminho do trabalho, oiço o nome dele e esbocei um sorriso: afinal...ele anda aí...
Segundos depois perdi o sorriso, quando percebi que afinal ele já não anda aqui. Fiquei extremamente triste e chocada. Nem tinha ouvido um único rumor da doença do João..
Apesar de não conhecer bem a sua obra (conheço o mais badalado),sempre fui fã da forma de estar dele. Numa altura em que basta ir à tv cantar, ou mostrar o decote ou os músculos para se ser vedeta, o João Aguardela era (é) uma estrela sem ser uma vedeta.
Conseguiu também captar as gerações pós-25 de Abril para a música tradicional portuguesa, há tanto tempo desprezada e mal-tratada pelas gerações dos Beatles e dos Rolling Stones.
Também me chocou imenso o facto da RTP1, a nossa televisão pública, apenas pôr em rodapé a notícia do desaparecimento do João, apesar de transmitir uma reportagem em directo em horário nobre do nosso "grande" Cristiano Ronaldo. "Valores" mais altos se levantam, com certeza!
Sabemos que não vai ser sepultado no Panteão Nacional como alguns, mas merece toda a consideração de um país cuja língua e música tradicional sempre defendeu! Espero que lhe sejam prestadas as devidas homenagens.
Peço desculpa pela ocupação de todo este espaço mas sinto-me mesmo revoltada com este desaparecimento!
Os meus sentimentos à família e amigos.
O João nunca será esquecido!
Alexandra

Isabel Ferreira disse...

A Alexandra disse exactamente o que eu tinha para dizer ...
Resta-me agradecer ao João Aguardela músicas como VIDA DE MARINHEIRO e CIRCO ... que belas recordações me trazem dos tempos da UTAD e da Semana Académica!
Onde quer que estejas, espero que estejas bem!

Anónimo disse...

Alguém me sabe dizer de onde são estas palavras? "os dias sem ti/ são todos iguais/ são dias sem brilho/ são dias a mais».

Vasco Campos disse...

Caro João,

Conheci-te em Bragança, numa semana académica em 1992. Não me esqueço do grande concerto, da vossa energia contagiante!

Tenho Saudades!

Descansa em Paz!

Vasco Campos

Pedro disse...

Grande, grande tristeza.

Os Sitiados fizeram parte da banda sonora da minha infância. Numa Festa do Avante, era eu putinho, o João e a malta chegaram a pegar-me ao colo e a brincar comigo como se eu fosse um avião. Guardo essa lindíssima imagem para sempre. A música, essa felizmente vai estar sempre por aí.

Um grande beijinho para todos.

Anónimo disse...

Tive o prazer e a honra de entrevistar o João Aguardela numa passagem pelo Funchal e a coisa correu tão bem que até o contacto de casa me facultastes , hoje vim a confirmar atravês dos muitos comentarios que li ao longo do dia que a impressão com que fiquei de ti era exacta , eras um ser muito especial e que por qualquer ironia da vida , que ainda não descobri qual seja , nos leva os melhores !
Fica-nos a musica e desde a Noite que tudo o que fazias era muito bom portanto acho que só nos resta agradecer por tudo o que nos deixastes. Até sempre , marinheiro .
Jacinto Gouveia

Jorge Ribeiro disse...

Escrever o que se sente nem sempre é fácil, o João fazia-o com amor, paixão e raiva. Deixas saudades....

Paula Guerra disse...

Até sempre João!
Obrigado por me teres deixado um depoimento tão impotante acerca da música portuguesa que estou a integrar na minha tese! Sempre verdadeiro, profundo e complexo; reli hoje a tua entrevista, tem 35 páginas e tanto sobre tudo!

Paula Guerra

beatbox disse...

Só o sonho fica, só ele pode ficar...

bf disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
bf disse...

João Aguardela morreu. A notícia chegou por SMS e foi a primeira coisa que eu soube hoje. Pensava que seria um SMS de bom dia, ou outro da Blockbuster. Mas não, era a vida nua e crua. Foda-se, pensei. Foda-se, respondi.
O João Aguardela morreu! O João Aguardela era um músico. Um criativo. Um génio a quem nunca chegou o sucesso, talvez por ter decido dedicar-se à mulher, que conheceu na banda.
Lembro-me do meu ritual de há 19/20 anos: sextas à noite, dia de concerto dos Sitiados. Não eram conhecidos. Andavam pelas escolas secundárias em Paço de Arcos, Parede, Estoril. E eu lá. Sempre. Sem falhar. Iam ser uma grande banda. Nunca o foram, a não ser para mim e para mais uns quantos. Foi num concerto de Sitiados que conheci, sem ter conhecido, a M., que dançava ao lado do palco, porque era da organização. Só a conheci anos mais tarde, na faculdade. E logo soube que era ela. E logo isso nos aproximou. Logo isso criou em mim afinidade com ela.
Posso dizer que a genialidade do Aguardela me ajudou a fazer uma amizade. Posso dizer que me ajudou em muito mais coisas. A ele e às músicas dele só associo bons momentos. Agora o Aguardela morreu. Tinha cancro. Sacana! Os génios não podem morrer. Nunca. Não podem, não.
Não vai haver outro parvo no lugar dele. Não, não vai. Ninguém lá chega!
Nunca falei com ele. Nunca lho disse. Digo agora: Obrigado!

Joao Vasco Almeida disse...

Saudade.

Anónimo disse...

tantas memórias me trazem as tuas músicas João; E com elas continuarei para sempre!

Obrigado pela tua obra

Miguel Ângelo

Smas disse...

E tão longe do meu Portugal, a saudade pela música portuguesa é maior.
E a notícia da morte de um dos meus músicos favoritos deixou-me sem palavras, sem reacção, sem saber o que escrever para homenagear este grande músico.
Muita força para a família

Anónimo disse...

um dia triste para a música portuguesa. Um abraço dos peste & sida.

Anónimo disse...

Não pensava escrever nenhum post mas nesta madrugada (título de uma música bem antiga dos Sitiados), difícil como não me lembro, não quero deixar de agradecer, como amigo que tive o enorme privilégo de ser, as palavras que todos foram deixando ao longo do dia. Nem deixar de dar conta da emoção ao ver, nos posts das últimas horas, que a Paula Guerra lhe fez uma entrevista tão longa (espero que me possas dar cópia), que há quem se lembre do concerto no Armastrondo (na verdade, foram três só nesse fim-de-semana de Dezembro de 89, pouco antes do Armastrondo ruir, mas eles já lá tinham estado antes) e que há quem se orgulhe de o conhecer da escola primária. Um eterno obrigado a todos os que o lembraram e admiram. Ele vive em nós. E continuem a ouvi-lo porque vale muito a pena. Ricardo Alexandre

Rita Peres disse...

Até SEMPRE...ETERNO SITIADO!!!

Paulo disse...

Foi com enorme pesar que soube desta notícia ontem.
Os Sitiados foram uma referência musical da minha adolescência e eram uma das melhores bandas portuguesas dos anos 90.
Felizmente ele deixou-nos o seu legado: a música.
E a sua musica é eterna. Não morre.

Descansa em paz, João.

bruno cunha disse...

quando na vida uma naifa nos ceifa
não é razão para dizer que não foi vivida...

rip joão

fj disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
fj disse...

Eternamente gratos por tudo o que fizeste pela musica Portuguesa.
Merecida esta Grande onda de afecto por este grande homem da musica, que ainda tinha tanto para dar.

Descança em Paz João... agora sem dor.

Fj

Jesus disse...

Conheci o João, numa bela noite de verão no Bar das Palmeiras em Lisboa tocava eu com os ex-votos. Foi quase um amor à primeira vista. O João esteve presente em alguns dos momentos mais importantes da minha vida e por todos os momentos, OBRIGADO JOÃo!!!

Há uma estrela maior a brilhar no céu!!!!

Pedro Duarte disse...

A música Portuguesa, a sua defesa e inovação ficam mais pobres... Cabe-nos seguir o exemplo do João e mostrar-mos que o Bom que se faz por cá deve ser promovido.
Foi um prazer ter privado com o Aguardela.

Anónimo disse...

"Existimos enquanto alguém nos recorda"...
Em jeito de oração, cantei hoje as tuas canções.
Com a tua alegria recordá-las-eis, quando a dor da perda passar.

Vera Jacinto

Anónimo disse...

Só o sonho fica, só ele pode ficar.....

Obrigada, João, pelos fantásticos concertos com A Naifa, no theatro Circo em Braga. Inesquecíveis...

Também recordo com saudade os tempos dos Sitiados, os concertos na Queima das Fitas em Lisboa e em Castelo de Paiva, onde estivemos juntos.

Oiço agora as tuas músicas com mais tristeza.

Puta de vida e merda de vida.
Bem hajas, João.

Cândida Ferraz - Braga

Anónimo disse...

respeito, a um valor maior da nossa cultura.
bem hajas.

Anónimo disse...

Levantem-se e batam palmas.
O João pousou o baixo e fez-nos a sua derradeira vénia.
Bem hajas.


Um abraço

João Figueiredo

Sara disse...

Ficará sempre nas memórias de quem o ouviu. E de quem o ouça! Hoje ficamos todos a perder. Obrigada por tudo!

Anónimo disse...

Esta vida é mesmo de Marinheiro... não consigo encontrar palavras... mas deixo aqui o meu abraço a todos os que sentem a tua falta... Marinheiro...

Filipassis

Vilma disse...

O meu voto de pesar e muita força à família e amigos!

Élio - Filomena disse...

Até Sempre, João!!!

Anónimo disse...

Notícia muito triste.
Obrigado pela tua arte, João.
Um abraço de um fã de música.

Carlos Durana disse...

Foi com enorme alegria que o vi no palco dezenas de vezes...
É com enorme tristeza que comento esta notícia...
Tal como eu, muitos da minha geração, crescemos a ouvi-lo...sinto muito...até sempre e vê-mo-nos por aí Marinheiro!

Filipe Coelho disse...

"E mesmo que nos tentassem cortar o piu, não adiantava porque nós cantávamos na mesma..."

"Senhoras e senhores, na guitarra acústica e na voz, o incrivel... João Aguardela!!!"

"Mãos ao alto minha gente..."



Eu,com os meus 8/9 anos,dizia quando via os concertos de Sitiados que aquele público todo de mãos no ar em simultâneo,pareciam tesouras muito bem ensaiadas, a abrir e fechar ao mesmo tempo... Coisas de puto eu sei... Mas agora para mim faz sentido ao ver um país inteiro rendido a um HOMEM que pra nós foi,é,e sempre será o João,enrolando o cabelo e mordendo a lingua,enquanto nos preparava mais um dos seus momentos de brilhante inspiração...

Ergam os braços,mãos ao ar,batam palmas que o GRANDE ARTISTA está lá no alto,onde,pra todos os que te amam,sempre estiveste...

OBRIGADO JOÃO...

ATÉ SEMPRE...

Anónimo disse...

O sorriso aberto, a presença discreta. Em palco um enorme gozo pessoal que contagiava tudo e todos, mesmo quando a "maldita" já te estava no corpo.
Obrigada. Até sempre.

Dalaila disse...

Eu conhecio-o na sua casa, através do meu irmão do peito Ricardo Alexandre, e lembro-me das horas que passaram numa conversa fantástica, partilhada e com grande humor.

Obrigada pelo momento

Dalila
(Guimarães)

Flávio Matta disse...

O meu abraço sentido à família enlutada e aos amigos do projecto Naifa. Força pessoal!

XaNaX_C_CerVeJa disse...

A sua obra é eterna!

Anónimo disse...

uma grande perda na musica portuguesa.

R.I.P 1969-2009

Tiago Henrique disse...

Sentidas condolências a vocês e à família.

Anónimo disse...

As palavras «os dias sem ti/ são todos iguais/ são dias sem brilho/ são dias a mais» pertencem a uma musica do album "E Agora!?" que se chama "Os dias sem ti".

Pedro F. disse...

Para quem como eu nasceu na linha, estudou na parede, e passou noites no estoril, os Sitiados eram incontornáveis. Onde o João e a Sandra fossem tocar nós íamos atrás... Foram muitas as noites a ouvir Sitiados.
Fazem parte do meu crescimento, da minha adolescência, duma fase da vida em que tudo é sentido a 1000%.
Obrigado por teres várias faixas na banda sonora da minha vida.
Um grande abraço e até um dia...

Júlio Mariho disse...

Conheci o João tinhamos +- 6,7 anos estudamos juntos na 3ª e 4ª classe, só o reencontrei na Aula Magna passados 30 anos, falei com ele, lembrava-se da escola e da classe, de mim não!
Fica a saudade e a tua simplicidade!

Bem Haja João!

Catarina disse...

Fogacho Colorido e extravagante,como um raio a rasgar a vida!

Saudades muitas , eterno Marinheiro

Aplausos

Maria disse...

You are so beautiful...

As estrelas não deixam de brilhar - só mudam de sítio.

Onde quer que estejas, obrigado por tudo e fica bem.

Anónimo disse...

"Aqui ao luar ao pé de ti, ao pé do mar, só o sonho fica, só ele pode ficar"

A vida é um sonho que volta e meia nos tras pesadelos, a tua perda é um deles...

Até sempre

Margarida disse...

Não faz sentido....
Uma pessoa tão jovem, é uma perda muito grande...
Os meus sentimentos aos amigos e família!

sir4you disse...

Obrigado pela tua ARTE João Aguardela

Safú disse...

Um aplauso imenso para o grande artista.

Para além da saudade, ficará também o teu contributo enriquecedor para música portuguesa.

Obrigada!

Paz

Anónimo disse...

"A noticia desta morte abalou-me... não só pela surpresa em si, mas pela sua voz inconfundivél que me acompanhou durante a minha adolescência, tinha um estilo proprio e irreverente para a altura.

Tive oportunidade de me cruzar com ele durante alguns anos nos 3 pastorinhos, no arroz doce ou no danúbio... nas noites do Bairro Alto. Era pacato, simpático e os seus olhos azuis fascinavam-me.

Uma vez, numa das poucas conversas q tive oportunidade de ter c ele, entre uma cerveja e um cigarro confindenciou-me que não vivia da musica mas para a música.

Músicas como o Vamos ao Circo, a Noite ou Vida de marinheiro vão ficar p sempre marcados nas minhas melhores recordações enquanto teenager.

Ainda guardo o vinil do Rock Rendez Vouz assinado por ele, com a participação que lançou para a ribalta os Sitiados :)

Descansa em paz João Aguarela..."

Fiz uma pequena homenagem ao João no meu cantinho.

Onde quer que esteja que fique em Paz

Joana

Barriguita disse...

Mesmo sabendo que o final estava muito proximo nunca se está preparado.
O teu sofrimento acabou,no entanto os nosssos corações continuam a chorar.
Não te esqueçerei,um dia destes estaremos novamente todos juntos.
Dos Meteoros à Naifa foste o melhor.
Muitos Beijos da 'Barriguita' aos pais, mano Pedro e Sandra.

Papoila disse...

Foi um choque para mim, quando ontem soube da triste notícia.
Os Sitiados fizeram parte da minha adolescência, e quando assim é... são marcas que ficam...
Descansa em paz João!

Rui Vasco disse...

Longe vão os tempos do RRV, mas não esqueço a tua energia em palco nem a simpatia fora dos spots de luz registados em inúmeras fotografias. E no alegre reencontro durante as gravações da colectanea XX Anos.
Pra sempre
Rui Vasco

carlos disse...

fds... ainda esta semana, estava por casa e pensei? o k é feito dos SITIADOS??? entao pus-me a ouvir o albuns deles, entre os 20000 mp3´s k tenho... ouvi o album, curti mais uma vez... e pensei " será k pararam mesmo?? nao saiu mais nada para o mercado??? "... Agora tou aki no trabalho, e vim ver o BLITZ on-line... e vejo esta notícias. tipo... xeguei a ver concerto deles no Porto. Mto fixe mesmo... sem palavras. Grande músico... e mta energia em palco.

Alexandra Fragoso disse...

Vi-te pela 1ª vez num programa infantil ao sábado demanhã, está gravado em cassete de video, assim como outras aparições na TV.
Tenho recortes colados de tudo o que saía em jornais...
É bom saber que a tua breve passagem trouxe felicidade e marcou tantos de nós.
Vi-te sempre que vieste com os Sitiados a Coimbra, QF, OAF, Olivais, tenho autógrafo teu, tudo encadernado, os teus CDs e vivil do 1º albúm.
Adoro-te por tudo o que me fizeste feliz!
Os meus sentimentos a toda a familia e amigos.
Força Sandra és companheira de toda uma vida.

chuva fria disse...

Querido João,

nunca fui a nennhum concerto, nunca nada. Apenas tenho quase 29 anos, e há coisas da nossa infância/adolescência que nos ficam gravadas fundo. Os Sitiados foram um tanto passageiros, mas marcaram fundo com músicas inesquecíceis.
Lembro-me do jovem louro, cabelo comprido, magro, de braços despidos, com olhos e expressão marcante, e uma voz deliciosa.João Aguardela.
Passaram anos, que parecem ao mesmo tempo serem tantos e tão poucos. Nunca mais ouvi falar de ti. Só ontem.
E então porque fiquei com uma tristeza profunda? Arrebatada pelo que tiveste de enfrentar.Por ter chegado o fim tão depressa. Eras tão contagiante.
Sabes, nem todas as pessoas têm o mesmo efeito em nós. Nunca te conheci, foste "apenas" um cantor da minha adolescência...e contudo quando te olho nas fotos, esse teu ar sério, esse teu olhar...sinto tanto.Sinto-te. A ti, à tu alma, a qualquer coisa que me fala do teu sofrimento, da tua partida, enquanto a nossa vida continuava.
Agora sabes tudo, pertences aos que têm o conhecimento total.
Não sei em que acreditavas, mas eu acredito que um dia nos vamos encontrar.
Porque há almas que nos tocam,há dores que nos tocam, não sei como nem porquê.
Estejas bem, João.

ARISTIDES DUARTE disse...

Obrigado por tudo o que fizeste pela música portuguesa, agora mais pobre.
Para a família e amigos os meus sentimentos.

Anónimo disse...

Viverá para sempre na sua música...

memorial disse...

Obrigado pela tua musica. Descansa em paz.

Abraço grande a todos os amigos e familiares.

Miguel Assumpção disse...

Obrigado pela tua amizade.
Nunca serás esquecido, foste o MAIOR de nós todos....
Abraços
Miguel Assumpção

Pedro Pereira disse...

Simplesmente Obrigado João

Anónimo disse...

toda a minha solidariedade para a família e amigos.possam encontrar consolo na ideia de que o joão teve uma vida cheia e com consequências maravilhosas na música e nas pessoas com que se cruzou.o meu mais sentido obrigado, joão, e até sempre

Inês Cruz

Mario disse...

Perdeu-se um dos ícones de uma geração, ficará para sempre o seu trabalho, que a música é eterna.
Os meus sinceros pesames á familia e amigos.

Até sempre camarada...

Anónimo disse...

Meu deus
Deixei de ouvir falar de ti...pensei, sinceramente que já não tivesses ligado à musica embora achassse que era um desperdicio...Vi apenas 2 concertos, um dos quais tive o prazer de te conhecer, falamos imenso, e por diversas vezes tive pena de não ter ficado com 1 contacto vosso(sitiados)- isto foi há volta de 17 anos.
Onde quer q estejas João recebe o meu obrigado pelos momentos bons que me porporcionas-te.
Perdoem-me a asneira,mas que merda de doença esta...
Sandra, e famlia, muita força para vocês.
Maria João

Marisalva disse...

Recordo e guardarei para sempre, com enorme gratidão, a serenidade do teu olhar e a simplicidade do teu recanto da Parede.
Os nossos sentimentos à família, com um beijo para a Sandra.
Mari e Natália.

laura disse...

malvada doença.

«O mais antigo ‹Mais antiga   1 – 200 de 252   Mais recente› Mais recente»